BIGtheme.net http://bigtheme.net/ecommerce/opencart OpenCart Templates
23/08/2017 - 11:45 AM

Utilização de validadores de CPF para agilizar no teste de Software

images

O que está por trás do validador de CPF

São ferramentas desenvolvidas que auxiliam programadores e analistas de sistema em testes de softwares, permitindo que seja validado o CPF de uma pessoa de forma correta, para que não ocorra possíveis fraudes em um sistema.

A validação de CPF é realizada com base nos dígitos verificadores conforme o algoritmo do CPF. Um CPF declarado como válido por este verificador não significa que ele exista no Cadastro Nacional de Pessoas Físicas nem que ele seja um número ativo ou com situação cadastral regular.

Segue abaixo um validador online, que informa se os dígitos do CPF são válidos ou inválidos.

http://www.shopmoveis.com.br/htmls/diversos/valida/default.asp

 

Para um maior entendimento de como funciona a lógica da validação do CPF, foi pesquisado um material para auxiliar o assunto da validação.

O CPF é formado por 11 algarismos, onde os dois últimos são chamados de dígitos verificadores e gerados a partir dos 9 primeiros algarismos da seqüência, em um processo que é dividido em duas etapas utilizando o modulo de divisão por 11.
Para demonstrar o processo, vamos utilizar o CPF imaginário 123.456.789-XX.
Etapa 1: Calculo do primeiro digito
O primeiro dígito verificador é calculado multiplicando os primeiros 9 algarismos, pela seqüência 10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3 e 2, em seguida serão somados os resultados e depois dividido por 11, como exemplificado na tabela abaixo:

Número do CPF 1 2 3 4 5 6 7 8 9
Algarismo de Multiplicação 10 9 8 7 6 5 4 3 2
Resultado da Multiplicação 10 18 24 28 30 30 28 24 18
Somatória 210
Divisão 19,09

Como o resultado da divisão obtivemos 19 como valor inteiro e 0 como resto, agora vamos aplicar as regras abaixo para definir o nosso primeiro dígito.
Caso o resto da divisão for menor que 2, o nosso primeiro dígito verificador será 0, caso contrário subtrai-se o resto de 11, em nosso caso teremos 0 como nosso primeiro digito.

Etapa 2: Calculo do segundo digito

Na segunda etapa incorporamos o primeiro dígito no calculo, assim o CPF será multiplicado pela seqüência 11, 10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3 e 2, que em seguida serão somados os resultados e depois dividido por 11, como realizado na primeira etapa, vejamos o exemplo abaixo:

Número do CPF 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0
Algarismo de Multiplicação 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2
Resultado da Multiplicação 11 20 27 32 35 36 35 32 27 0
Somatória 255
Divisão 23,18

Como o resultado da divisão obtivemos 23 como valor inteiro e 2 como resto, agora vamos aplicar as regras abaixo para definir o segundo dígito.
Caso o resto da divisão for menor que 2, o nosso primeiro dígito verificador será 0, caso contrário subtrai-se o resto de 11, em nosso caso teremos 11-2, então nosso segundo verificador dígito é 9.
Com as duas etapas aplicadas temos como resultado final o CPF hipotético: 123.456.789-09

 

 

Fonte: http://www.shopmoveis.com.br/htmls/diversos/valida/default.asp. Acessado em 04/06/2015

Fonte: http://simuladordecpf.com.br/algoritmo-de-cpf. Acessado em 05/06/2015

 

 

Sobre Ivan Ries

Ivan Ries
Bacharel em Sistemas de Informação, autor do artigo científico ViPe Apoiando o ensino a Distância, publicado e apresentado no XIII SIRC - Simpósio de informática, UNIFRA, artigo que visa o teste, aceitação e usabilidade de um novo ambiente virtual para o ensino à distância utilizando ferramentas OpenSource. Atualmente trabalhando na área de testes de software.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *